Apresentação

O Núcleo de Estudos e Pesquisas da Educação de 0 a 6 anos– NEE0A6, defini-se como um espaço de produção de conhecimento, formação de educadores e troca de experiências entre os profissionais interessados na Educação Infantil.
Idealizado em 1991 por um grupo de professores do Centro de Educação da UFSC, já em 1992 colocava em campo seu primeiro trabalho de levantamento que buscava mapear o quadro de atendimento à educação de crianças pequenas em Florianópolis. Este levantamento, que é periodicamente atualizado, constitui-se em uma preciosa contribuição para os sistemas que administram esta modalidade educacional na capital do estado, além de ser fonte inesgotável de questionamentos que ajudam a mobilizar a busca incessante de aprofundamento teórico, contribuindo assim para tornar mais concretas as intervenções frente aos cursos de graduação e de formação em serviço.
Congregando atualmente mais de 20 pessoas entre professores e estudantes de graduação e pós-graduação, professores das redes de ensino e do Núcleo de Desenvolvimento Infantil da Universidade Federal, o Núcleo de 0a 6, como é comumente chamado, dispõe de uma infra-estrutura cedida pelo NDI e consolidada graças ao financiamento do FINEP. Estes pesquisadores distribuem-se em pesquisas articuladas segundo três grandes linhas que procuram cobrir os interesses e as necessidades surgidas das demandas concretas junto aos estágios de graduação, as aulas, os encontros de socialização das pesquisas, promovidos periodicamente pelo núcleo, e a participação em eventos científicos dentro e fora do país.

A importância social e o caráter educativo das instituições de educação infantil têm sido objeto de preocupação dos educadores e da sociedade em geral, especialmente na última década. Este fato reflete uma inquietação gestada sobretudo nas escolas de formação, mas possui também contribuições oriundas do interior dos próprios sistemas educacionais que mantêm as creches e as pré-escolas. Tais inquietações estão relacionadas com a necessidade de uma clareza cada vez maior quanto à caracterização deste espaço: em que medida ele é ( e pode ser) educativo e quais os limites de sistematização aceitáveis em uma “educação” infantil?

Uma outra entrada desta matriz de preocupações diz respeito à definição de critérios mínimos de qualidade dos serviços voltados para as crianças de 0 a 6 anos, incluindo ai parâmetros sobre a formação de profissionais na área (quais teorias? Quais práticas?) e a disponibilidade de recursos materiais e educacionais. Sabemos que, no Brasil, os objetivos traçados pelas instituições responsáveis pelas crianças desta faixa etária oscilam
dicotomicamente entre a educação e o cuidado , resultando em serviços de uma qualidade que suscita dúvidas e que muitas vezes é desconhecida tanto pelos setores acadêmicos quanto pelos próprios mantenedores destas instituições.
Com o intuito de consolidar um espaço de reflexão que possibilite o avanço do conhecimento e o aprofundamento das investigações sobre a Educação Infantil entre os educadores e pesquisadores que têm desenvolvido seu trabalho em diferentes instituições (Prefeitura, Secretarias de Educação, Universidades, etc.), é que, desde 1990, vem se organizando, junto ao Centro de Ciências da Educação – CED, um “Núcleo de Estudos da Educação de 0 a 6 anos” tentando articular professores, alunos dos cursos de graduação e pós-graduação e demais interessados em torno deste objeto.
Esta motivação tem nos levado a organizar desde 1991 a elaborar projetos de pesquisa buscando contemplar os seguintes objetivos :
1. aprofundar o conhecimento sobre as instituições que ofertam educação infantil (0 a 6 anos) em Florianópolis;
2. subsidiar a elaboração de políticas para a área;
3. subsidiar o trabalho de formação de pesquisadores e de educadores nos diversos níveis: graduação, pós-graduação e formação em serviço.
Desta demanda tornou-se patente a necessidade de organizar linhas de pesquisa que contemplem : 1. O Histórico e as Políticas da Educação Infantil; 2. A identidade e a formação do profissional de Educação Infantil; e 3. A Teoria e a Prática Pedagógica na área.
Objetivo Geral
Consolidar um espaço de estudos e pesquisas em Educação Infantil que possibilite a produção de conhecimento e a definição de indicadores que subsidiem as políticas educacionais em diferentes instâncias e auxiliem a reflexão acerca dos cursos de formação de profissionais para atuar na área. Manter um cadastro com referências bibliográficas a respeito da produção científica na área, bem como organizar outras informações de interesse dos profissionais que trabalham com a Educação Infantil.